sábado, 7 de outubro de 2017

MINHAS IRMÃS CHEGAM A ESTOCOLMO: MAIS AVENTURAS! CONFIRA MISTÉRIO DO CARTÃO DE METRÔ...FOTOS

Resultado de imagem para estação Thorildsplan do metrô Estocolmo
Estação Thorildsplan onde compramos os cartões e pegamos o metrô




Lucy e mamãe na sorveteria, depois de um delicioso sorvete de macadâmia








Estocolmo, 21/09/2017

Mamãe não gosta muito de sair de casa, mas eu a convenci a ir comigo na terça até uma galeria em Fridhemsplan.
Ela não se interessou por nada e me esperou do lado de fora do supermercado Coop, onde aproveitei para comprar algo que faltava em casa.
Na volta,  o trajeto do ônibus tinha mudado um pouco e fomos para o local atual do ponto.
Esperamos. O 50 veio e entramos.
De Fridhemsplan até nossa casa há apenas um ponto antes do meu.Chegando ao meu, para surpresa nossa, o ônibus não parou, apesar do "stop" escrito no painel luminoso dele.
Descemos no próximo ponto, atravessamos a rua e esperamos que o ônibus voltasse para pegá-lo. Foi a primeira vez que me aconteceu isso aqui.

No dia seguinte fomos passear de ônibus número 3 pra mamãe ver a beleza da cidade. Vi um Lidl e convidei mamãe pra descermos pra irmos a esse supermercado. Fomos. A primeira coisa que ela viu foi o alface americano de que ela gosta. Compramos. Depois fomos procurar o ponto do 3 para voltarmos. Compramos também abobrinha verde e fizemos os dois para o almoço.

Chegaram minhas duas irmãs, Lucy e Elizabeth.
Numa tarde insisti pra irmos até Hornsberg Strand(Praia mas sem areia. Lá fotografo sempre) para vermos o por de sol. Lucy foi com o cartão do Ari e emprestou o dela pra Elizabeth.

O senhor que me vendera o cartão da Lucy me disse que cada viagem valia 1 hora e 15 minutos e custava 20 coroas. Ok.Quando Elizabeth usou o cartão da Lucy lá havia apenas 10 coroas, quantia insuficiente para uma viagem. Não entendemos nada. Por quê o dinheiro sumira se não tinha sido usado? Mistério! E todas olhando para mim, moradora da cidade que comprara o cartão e não sabia explicar o acontecido.

Resultado: eu e mamãe fomos de ônibus 50(2 pontos de casa até a praia) ; Elizabeth e Lucy a pé.  Amei estar lá com elas, mas senti pesar pelo stress do acontecido e de tantas novidades para elas.
Na verdade o incidente foi causado por eu não ter as informações necessárias sobre o novo funcionamento do cartão. Se eu estivesse bem informada elas não teriam passado por esse constrangimento.
Falha minha.





Essa foto maravilhosa de nós 4 sentadas em Hornsberg foi presente de uma mulher que estava sentada nos degraus debaixo com o cachorro dela falando ao telefone. Nos viu ali e gentilmente se ofereceu para nos fotografar. Marcou um momento gostoso.
 

Mamãe disse na volta(ficamos as 2 novamente sozinhas esperando o ônibus e as 2 andaram até em casa): " Se o ônibus não vier, pegamos um táxi!" Tive que lembrar que não há táxi na rua para pegarmos. É preciso haver um ponto(há pouquíssimos) ou podemos encomendar um por telefone ou net se tivermos um endereço para dar. Completamente diferente do que ela sabe sobre táxi!

Fui ao metrô no outro dia me informar com o funcionário que estava no guichê; era o mesmo que tinha me vendido o cartão e já me conhecia de outras compras. Expliquei a ele o acontecido e que não compreendíamos o porquê.

Ele pediu para ver o cartão(Havia aqui 2 cores de cartão: azul claro e azul escuro. Azul escuro para mais de 65 anos. Faz um tempo notei que o azul claro sumiu.). Pos na máquina, olhou e me disse: "Nesse cartão está impresso virtualmente a palavra "vuxen"(adulto), por isso cada viagem custa 30. Foi o que sua irmã pagou. Agora vou mudar para "pensionär"( aposentada) e aí sua irmã vai pagar 20 coroas por viagem."

Dei para ele o cartão da Elizabeth , ele pos as 100 coroas e me lembrou que no dela precisava estar "vuxen" e ela pagaria 30 coroas por viagem. 
Felizmente entendemos o acontecido e vi mais uma vez que minha falta de informação causara o incidente.
Abraço grande.
Alzira


4 comentários:

Ivone Bühler disse...

Divirta-se querida amiga, desfrute da visita de sua mae e suas irmaes. pois o tempo ai esta lindo, Um lindo fim de semana para vocês. Um grande abraco. Ivone

Maria Boechat disse...

Alzira nem tudo sabemos sobre as mudanças mas como depende do ônibus fica mais difícil. A foto de vocês quatro ficou lindíssima e coloquei no porta retrato. Certeza que Lucy e Beth adoraram te visitar em Estocolmo como todas nós.
Hoje tive um dia bem estressante aqui em Nova Iorque com um episódio chato e outro fascinante. O chato é que esqueci de me informar se teríamos parada na 5 Ave , chovia e fui com o meu chefe p a igreja e como Domingo passado , levamos mais de hora p voltar p casa dele num trânsito horrível.
Depois que o deixei em casa , fui a Queens pegar os pães de queijo com Vânia na festa do Centro Espírita de aniversário . Fui de táxi do o motorista não aceitou me levar na porta do prédio. Entrei almocei peguei os pães e tomei outro táxi voltando p l mesmo caos no trânsito.
O chofer foi muito bom e paciente pois nos levou duas horas dirigindo p chegar na rua 53. Conversamos todo o período da viagem e no final ele me surpreendeu dizendo que ele se sentiu privilegiado de me dirigir pois eu era uma pessoa iluminada e ele estava muito surpreso. Chegando ao meu destino ele disse que fazia questão de abrir a porta p mim , uma pessoa tão gentil e alegre. Qdo abriu a porta dissemos NAMASTÊ ao mesmo tempo.
Me senti revigorada com o reconhecimento dele com a alegria que eu estava sentindo naquele momento . Foi tudo muito mágico e bonito

Visualize Criativa disse...

Que experiência maravilhosa, Aparecida! Você merece pelo trabalho intenso que faz com você mesma faz alguns anos.
Fico muito feliz por você. Obrigada por compartilhar.
Vai continuar a viver essas experiências que te alegram.
Abraço.
Vou usar seu depoimento no Encontro de Visualização Criativa em BH em dezembro.
NAMASTÊ!!!!
Alzira

Visualize Criativa disse...

Obrigada Ivone querida.
Abraço.
Alzira

Postar um comentário