segunda-feira, 27 de agosto de 2018

HOUVE UM TEMPO EM QUE...(JEFF FOSTER) EU E MEUS SENTIMENTOS, COMO ENTRAR EM CONTATO????



"Houve um tempo em que fugia do medo, então o medo me controlava.
Até que aprendi a segurar o medo como um recém-nascido.
ouvi-lo, mas não ceder. Honrá-lo, mas não o adorar.
O medo não podia mais me impedir.
Eu entrei com coragem na tempestade.
Ainda tenho medo,
mas ele não me tem.

Houve um tempo em que
eu tinha vergonha de quem eu era.
Eu convidei a vergonha para o meu coração.
Eu a deixei queimar.
Ela me disse: “Estou apenas tentando proteger sua vulnerabilidade “.
Eu agradeci à vergonha,
e entrei na vida de qualquer maneira,
sem vergonha, com a vergonha como minha amante.

Houve um tempo em que tive muita tristeza enterrada bem no fundo.
Eu a convidei para sair e brincar. Eu chorei oceanos. 
Os meus canais lacrimais estavam secos.
E eu encontrei a alegria ali mesmo.
Bem no centro da minha tristeza.
Foi o desgosto que me ensinou a amar.

Houve um tempo em que tinha ansiedade.
Uma mente que não parava.
Pensamentos que não silenciavam.
Então parei de tentar silenciá-los.
E eu larguei da mente
fui para a terra, para a lama.
Onde fui abraçado fortemente como uma árvore, inabalável, segura.

Houve um tempo em que a raiva queimou nas profundezas.
Eu chamei a raiva para a luz de mim mesmo.
Eu senti seu poder chocante.
Eu deixei meu coração bater e meu sangue ferver.
Escutei, finalmente.
E ela gritou: “Respeite-se ferozmente agora!”.
"Fale a sua verdade com paixão!”
“Diga não quando você quer dizer não!”
“Ande o seu caminho com coragem!”
“Que ninguém fale por você!”
A raiva se tornou uma amiga sincera.
Um guia sincero
Uma linda criança selvagem.

Houve um tempo em que a solidão cortou profundamente.
Eu tentei me distrair e me entorpecer.
Corri para pessoas, lugares e coisas.
Até fingi que estava “feliz”. Mas logo eu não pude correr mais.
E eu caí no coração da solidão.
E eu morri e renasci
em uma requintada solitude e quietude.
Isso me conectou a todas as coisas.
Então eu não estava em solidão, mas sozinho com toda a vida.
Meu coração Um com todos os outros corações.

Houve um tempo em que fugia de sentimentos difíceis.
Agora, eles são meus conselheiros, confidentes, amigos,
e todos eles têm um lar em mim e todos eles pertencem e têm dignidade.
Eu sou sensível, suave, frágil, meus braços envolveram todos os meus filhos internos.
E na minha sensibilidade, poder.
Na minha fragilidade, uma presença inabalável.

Nas profundezas das minhas feridas
No que eu tinha chamado de “escuridão”,
Eu encontrei uma luz ardente. Isso me guia agora em batalha."

Jeff Foster


Enviado por Regina Scheer

HORA A HORA, DIA A DIA (CHICO XAVIER)




Se desejas pautar o próprio caminho nas diretrizes de Jesus, chamado que te encontras ao serviço do Evangelho, não te esqueças da hora bem vivida para que o teu dia de trabalhador seja realmente uma bênção. 

Quando te levantas, cada manhã, vigia os pensamentos com que inicias a tarefa diária, meditando na confiança com que o Cristo te espera a cooperação junto àqueles que te rodeiam. Quando começares o desempenho de tuas obrigações, centraliza a força mental no dever a cumprir. 
Se a tua missão permanece circunscrita ao santuário familiar, faze de tua habitação um pequeno paraíso de amor e alegria, ainda mesmo ao preço de tua dor e de tua renúncia, em favor de quantos te participam a experiência. 

Se o teu esforço deve desdobrar-se à distância do lar, recorda o respeito que devemos a todas as criaturas e não gastes a energia de teu verbo se não para consolar e instruir, ajudar e sublimar. Em casa ou na via pública, decerto, muitas vezes, receberás a visitação da maledicência a requisitar-te o pensamento e a palavra, à discórdia e à calúnia, à leviandade e à insensatez… 
Agora é um amigo despreocupado que estima a cultura do pessimismo e da crítica, induzindo-te o coração à perda de minutos preciosos da vida, reprovando a conduta de autoridades distantes… Mais tarde, serás convocado pela observação de parentes consanguíneos, acerca de futilidades mil, que quase sempre envolvem a alheia reputação … 

Não maltrates, nem firas quem te ofereça semelhantes espinhos da roseira do mundo, mas sem afetação e sem alarde, procura encaminhar o conversador para algum tema edificante ou para algum serviço suave em que o concurso dele possa ser valiosamente aproveitado… 
Sobretudo, não te enganes com o apelo anestesiante do repouso desnecessário. Dificilmente encontramos a diferença entre a ociosidade e a fadiga. Se pretendes conquistar o título de escolhido no campo da Boa-Nova, vale-te do chamado de Jesus e movimenta-te no bem com fervor infatigável. 

Observa os teus dias se desejas uma existência rica de graças e, convertendo as tuas horas em cânticos de serviços, encontrarás enfim a comunhão sublime com Aquele que nos ama, desde o princípio dos séculos, e que por amor a nós todos, jamais abandonou o trabalho incessante, de modo a socorrer-nos e a sustentar-nos até o fim. 

 Emmanuel. (Mãos marcadas - Espíritos diversos/Chico Xavier, cap. 35)

PASSEIO DE SÁBADO ÅHLENS SÖDERMALM MARIATORGET FLORES



 O efeito dessa cortina ë lindo. N'ao ë cortina de fato, ë cortina pra dar charme. E impede que as moscas entrem no ambiente.



 Experimentando chapéu de lã. Inverno vem aí!
 Com a Paula na praça do Nobel
Com Ari num café na Götgatan








 MARIATORGET


 

PASSEIO DE DOMINGO COM ARI E PAULA FOTOS!!!!!

Caminho do amor da princessa Victoria e seu marido Daniel


Dormi até mais tarde e Paula e Ari já estavam na mesa de café conversando e começando a tomar o café.
Fomos de carro até esse local onde poderiamos caminhar e tirei algumas fotos.
O dia estava maravilhoso e não mais muito quente; nos protegemos e fomos pra caminhada.
Era na beira desse canal que vem nas fotos e vários barcos passavam por ele e muitas pessoas caminhavam.
















 As flores estavam magníficas!

DEZ FÓRMULAS CIENTÍFICAS PARA SER FELIZ EXPERIMENTOU????



terça-feira, 21 de agosto de 2018

ORAÇÃO DO AMOR PRÓPRIO



Oração do amor próprio.

Que eu saiba primeiro me encontrar, antes de me doar.
Que eu possa respeitar os meus próprios limites e aprender a dizer não quando essa é a minha real vontade e direção.

Nos erros que cometo, que eu possa me olhar com todo amor e compaixão, pois sei que faço e dou o meu melhor, que eu aprecie a  autogratidão.
Em cada alegria celebro a grandeza de ser quem sou, sem querer ser uma imagem que pintaram de mim, esse tempo acabou.

Com carinho eu me cuido e me amparo a cada passo, a cada queda. Sei que minha força se refaz no meu tempo, e nele meu coração celebra.
Que eu não me critique ou me culpe, drenando assim minha própria energia.
Que eu saiba respeitar o meu tempo de florescer a cada dor, que eu possa também me permitir a alegria.

Que antes de eu cuidar do outro, eu olhe para a minha vida, regue o meu jardim para que a doação não me deixe um buraco e eu me sinta depois dolorida.
Que eu não abandone a mim mesma, esperando que alguém venha me salvar, ao invés disso que eu saiba me olhar com amor e me curar. 

Curandeiras da Terra 
Enviado por Maria Perpétua- Rio 

MÃE MARIA (ORAÇÃO DE BEZERRA DE MENEZES)

 
 
MÃE MARIA!

Maria mãe espiritual de toda humanidade, saudamos-te cheia de graça e pedimos a assistência para os abandonados, força para os fracos, luz para os cegos espirituais, amparo aos caídos, alimento para os 
famintos de amor e paz para os prisioneiros do ódio.
Sede Senhora o abrigo para todos nós, pequenas sementes que o jardineiro de Deus, vosso filho todos os dias sai para semear nas veredas divinas, nós que ainda teimamos no desejo que nos aprisiona a terra, longe do sol ,da verdade e da brisa do amor. 
 
Mas vós que sois estandarte ao lado do Senhor livrai-nos da morte e nos prestai assistência dando-nos a claridade do vosso coração de mãe amorosa. 
 
Abrigo dos que sofrem, em vosso colo enveredamos nossa cabeça, na certeza de que ouviremos do vosso lábio de mulher e mãe esta rogativa, meu Deus concede-lhes o perdão porque crianças são ainda, precisando e 
muito do pastor divino, Jesus Cristo, para que esteja presente em nossos corações por todos os séculos. 
 
-Bezerra de Menezes